Buscar
  • PHD Ultrassonografia

MIOMAS UTERINOS

Atualizado: 22 de fev. de 2021





Miomas no útero são os tumores benignos mais comuns no trato reprodutor feminino. Por volta dos 45 anos, aproximadamente 70% das mulheres apresentam pelo menos um mioma. Muitos miomas são pequenos e não causam sintomas.

Apesar de serem tão comuns, ainda não está bem esclarecida qual é a causa exata dos miomas. Sabemos que eles costumam surgir em resposta a um desequilíbrio hormonal, no qual há produção de estrogênio e progesterona.



Sintomas de Mioma Uterino


Alguns miomas são assintomáticos. Quando os sintomas aparecem, os mais importantes são:

  • Aumento abundante do fluxo menstrual ou menstruação por mais tempo;

  • Aumento do volume do abdômen;

  • Prisão de ventre;

  • Dor;

  • Anemia devido à maior perda de sangue;

  • Infertilidade;

  • Abortamentos;

  • Parto prematuro;

  • Hemorragia pós-parto;

  • Compressão sobre a bexiga e intestino, provocando vontade urgente e frequente de urinar e desconforto gastrointestinal.



Tipos de miomas Uterinos


O Mioma pode ser classificado em 4 tipos de acordo com a sua localização (e os sintomas e riscos esperados para cada caso):

  • Subseroso: é o mais externo na parede uterina, formando uma protuberância para fora do útero. Por serem mais externos, os miomas subserosos não causam muitas dores e em geral não interferem na fertilidade ou na implantação do embrião. Mas, se forem grandes (acima de 5 cm), podem causar alterações na contratilidade uterina e comprometer a fertilidade, além de gerar efeito de massa sobre os órgãos adjacentes, como bexiga (urgência miccional) e intestino.

  • Pediculado: crescem se conectando à parede por uma base fina denominada de pedículo.

  • Intramural: estão localizados na parede uterina, distorcendo o formato do útero quando são muitos grandes – mais de 5 cm de diâmetro, além de gerar cólicas. Nos casos em que há distorção da anatomia, há a possibilidade do mioma intramural reduzir a chance de gestação.

  • Submucoso: encontra-se na parede mais interna do útero, logo abaixo do endométrio, local onde o embrião se implanta, e cresce para dentro da cavidade uterina. Geralmente, esse é o tipo de mioma mais associado a sangramentos e à infertilidade.




Diagnóstico de Miomas Uterinos


O diagnóstico pode ser feito levantando o histórico da paciente, sintomas e pelo exame clínico. Em casos de suspeita de um mioma, os exames de imagem, como ultrassom, são de extrema importância para a confirmação do diagnóstico e identificação do tipo e localização do mioma.



#PhdUltrassonografia #MiomasUterinos #MiomaIntramural #MiomaBubmucos #MiomaPediculado #MiomaSubseroso #UltrassomPélvico

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo